Fale com nosso vendedor pelo whatsapp
11 99529-9571
11 4724-8880
Acompanhe-nos nas redes sociais:
11 4724-8880
Como chegar

Notícas



por página
Exibir:


19/10/2018
Avaliação: Hyundai HB20 2019 muda pouco, mas tem fôlego de sobra
Alguns carros demoram mais a envelhecer do que outros. O Hyundai HB20, por exemplo, tem quase seis anos de mercado e ainda mostra mais fôlego do que muitos modelos mais jovens. Até junho, segundo a Fenabrave, já somava mais de 50 mil unidades emplacadas no ano e só era superado pelo Chevrolet Onix. Méritos de um conjunto equilibrado, que une a carroceria bonita ao bom acabamento interno e uma lista de equipamentos adequada para a categoria. Para não alterar o equilíbrio dessa fórmula de sucesso, a marca coreana quase não mexeu na linha 2019 do compacto. Por fora, o visual da versão de topo Premium ficou menos conservador, com a adoção das rodas de 15” de acabamento diamantado e da grade frontal do tipo colméia usada até então pelo esportivado R spec. Do lado de dentro do HB20, é preciso ter olhar treinado para notar as novidades: novos quadro de instrumentos (agora com marcadores de temperatura e combustível analógicos) e o sistema multimídia com tevê digital. Sem mudanças na mecânica, o HB20 segue agradando os motoristas que privilegiam mais o conforto do que uma tocada esportiva. A suspensão é macia e a direção (embora com assistência hidráulica) é leve. O motor 1.6 desenvolve bons 128 cv de potência (com etanol), mas a combinação do torque máximo a altas 5.000 rpm com o câmbio automático de seis marchas de trocas suaves faz com que o motorista tenha que abusar mais do acelerador para embalar o Hyundai. Uma vez embalado, ele agrada pelo baixo nível de ruído. Com preço inicial de R$ 66.790, o HB20 Premium traz ar-condicionado automático digital, airbags laterais, isofix, faróis de neblina, rodas de liga leve, retrovisores externos com rebatimento automático, faróis com acendimento automático e a central multimídia BlueMedia. Os únicos opcionais são os bancos de couro marrom e a pintura metálica, que elevam o preço do carro para R$ 69.040. O pecado fica por conta da ausência dos controles eletrônicos de tração e estabilidade (ESP) e do assistente de partida em rampas, já presentes em alguns concorrentes. Não que muita gente tenha dado falta desses itens. Mas não deixam de ser os primeiros sinais de desequilíbrio de um projeto muito equilibrado. Fonte: Motor Show
Ler mais
21/09/2018
Fábrica da Hyundai completa seis anos de operação em Piracicaba
A fábrica da Hyundai em Piracicaba, no interior de São Paulo, completou seis anos de operações: em 20 de 2012, a unidade iniciava suas atividades com a montagem do hatch compacto HB20, modelo que foi exclusivamente desenvolvido para o mercado brasileiro. Além dele, a unidade monta o SUV Creta, que estreou na linha de montagem em janeiro de 2017. Na época de sua inauguração, a fábrica tinha capacidade para produzir 150 mil veículos por ano, considerando dois turnos de trabalho. Com o aumento exponencial das vendas do HB20 e suas versões que vieram ao longo dos anos, a montadora decidiu abrir o terceiro turno, elevando a capacidade para 180 mil. Em seis anos, a ocupação da fábrica permaneceu na casa dos 90%. Neste ano, a Hyundai estima produzir até 190 mil veículos na fábrica de Piracicaba. Em agosto deste ano, a planta alcançou o volume de 1 milhão de unidades produzidas em menos de seis anos desde o início das operações. A Hyundai diz que nos próximos dias deve completar a venda de 1 milhão de veículos fabricados no Brasil. Nestes seis anos, o HB20 e mesmo o Creta ganharam diferentes versões: : HB20 Edição Copa do Mundo FIFA, a primeira edição limitada da linha (2014); HB20 For You, em comemoração aos dois anos da montadora no país (2014); HB20 Spicy, com apelo esportivo (2015); HB20 Impress, exclusiva para o sedã (2015); HB20 Ocean, em homenagem às praias brasileiras (2016); HB20 Edição Comemorativa 5 Anos (2017), HB20 R spec Limited, primeira série limitada e numerada do HB20 (2018); HB20 Copa do Mundo FIFA, alusiva ao mundial de 2018 e HB20 e Creta Edição Comemorativa 1 Million, que comemora a produção de 1 milhão de veículos produzidos no Brasil. “O sucesso tanto do HB20 como do Creta pode ser medido no ritmo das vendas, que acompanha bem de perto a nossa produção. Ou seja, vendemos tudo o que produzimos. Isso mostra o quanto o consumidor brasileiro reconheceu nestes dois modelos o nosso compromisso em oferecer design, tecnologia, qualidade, a garantia de cinco anos e o atendimento, com um preço altamente competitivo nos segmentos de mercado que mais crescem”, afirma o diretor-executivo de vendas, marketing e pós-vendas da Hyundai Motor Brasil, Angel Martinez. Em entrevista recente, durante a cerimônia de comemoração da produção de 1 milhão de veículos em Piracicaba, Martinez disse que a planta segue com medidas para otimizar sua produtividade, embora não esteja vendendo mais por falta de capacidade de produzir o que o mercado demanda. A planta de Piracicaba opera atualmente no limite de sua capacidade. Fonte: Automotive Business
Ler mais
18/09/2018
Hyundai Elantra 2019 chega aos EUA a partir de US$ 17.985
O Hyundai Elantra 2019 chega ao mercado americano com preços a partir de US$ 17.985. O sedã médio da marca sul-coreana desembarca nos states com visual atualizado, caracterizado pelos faróis de LED triangulares e conjunto de grade e para-choque multifacetado, que deixou o modelo asiático com uma cara bem diferente. Além disso, o Hyundai Elantra 2019 também recebeu novas lanternas traseiras, que igualmente apostam num visual diferenciado, mas nesse caso, o design caiu muito melhor, ganhando elementos visuais triangulares em LED e um redesenho de todo o conjunto traseiro por conta disso. Por dentro, o sedã ganhou algumas modificações, mas bem mais suaves que as mudanças exteriores. O Elantra 2019 é comercializado nas versões SE (manual e automático), SEL, Valour, Eco, Limited, Sport (manual e automático). O aumento na versão SE foi de US$ 150, enquanto nas demais opções, o sedã ficou entre US$ 400 e US$ 600 mais caro. A SE automática (de seis marchas), parte de US $ 18.985. A SEL começa em US$ 20.285, enquanto a Valour parte de US$ 21.285. A Hyundai cobra US$ 21.835 pela versão Eco, que tem motor 1.4 Turbo com 130 cavalos e uma programação mais frugal para economia. A Limited, assim como as demais, utiliza o velho motor Nu 2.0 de 150 cavalos, cobrando por isso e outras coisas US$ 23.485. No caso da versão Sport, o Elantra 2019 recebe o potente motor Gamma 1.6 T-GDi de 203 cavalos e parte de US$ 23.285. Isso se a preferência for por manual, pois no caso do automático, ou melhor, automatizado de dupla embreagem com sete marchas, o Elantra Sport 2019 começa em US$ 24.385. Com a atualização de meia vida, a Hyundai espera um reforço nas vendas do sedã no mercado americano, onde também o irmão Kia Forte (Cerato) também tem novidades, mas no caso, uma nova geração. Fonte: Notícia Automotivas
Ler mais
09/07/2018
Novo Hyundai Elantra 2019 com facelift - fotos divulgadas
O novo Hyundai Elantra 2019, com facelift, teve imagens sem camuflagem divulgadas, em antecipação ao lançamento, pelo site Korean Car Blog. O modelo deve chegar ao mercado dos EUA e Coréia do Sul antes do final do ano, já como modelo 2019, trazendo uma dianteira mais agressiva, e a traseira inspirada no Sonata. É importante destacar que algumas das imagens divulgadas são de sessões fotográficas para fins de mídia ou publicidade - o que indica a apresentação iminente do modelo. As imagens mostram uma nova reinterpretação da grade hexagonal dianteira da Hyundai, novas rodas de liga leve, bem como pára-choques dianteiro e traseiro redesenhados e novas lanternas. No interior haverá um novo sistema de infotainment do tipo tablet.  A Hyundai também está preparando uma variante elétrica, que irá compartilhar o powertrain do e bateria que o Kona. Fonte: Car Blog  
Ler mais
13/06/2018
Novo Hyundai Tucson estreia micro-híbrido Diesel
O novo Hyundai Tucson será o primeiro modelo da marca a receber um sistema micro-híbrido Diesel associado a um sistema elétrico de 48V. A novidade chega ao mercado europeu durante este verão. A eficiência é um dos pontos-chave do novo Hyundai Tucson, modelo que estreia um sistema micro-híbrido Diesel de 48V. Escreve a marca que a redução dos consumos melhora até 7% e que todos os motores do SUV cumprem com as norma Euro 6d TEMP. O novo Tucson associado ao sistema micro-híbrido Diesel chegará ao mercado europeu durante este verão e estará disponível numa primeira fase associado o bloco de 2.0l Diesel. A Hyundai procura enveredar por soluções com menor impacto para o ambiente. “Com o nosso novo sistema micro-híbrido para o nosso modelo mais vendido, estamos a expandir a estratégia de electrificação da companhia para desenvolver tecnologias limpas e acessíveis para ainda mais clientes”, sublinha o fabricante sul-coreano. A estratégia inicia-se associando o referido sistema micro-híbrido Diesel ao bloco de 2.0l capaz de debitar 186cv, potência transmitidas às quatro rodas por intermédio de uma caixa manual de 6 velocidades ou da recentemente lançada caixa automática de 8 velocidades. Posteriormente ao motor de 2.0l, o bloco de 1.6l Smart Stream receberá também o sistema micro-híbrido Diesel de 48V. Fonte: www.turbo.pt
Ler mais
06/04/2018
Hyundai mostra Tucson reestilizado
A Hyundai aproveitou o Salão de Nova Iorque para exibir o Tucson reestilizado. No visual, porém, as mudanças foram sutis. elas de concentraram na grade e no conjunto ótico, que deram um aspecto mais agressivo ao SUV médio. No interior houve mais novidades. O Tucson agregou uma nova central multimídia que, além de trazer mais tecnologia, alterou o visual da cabine do carro. Isso porque o equipamento fica destacado ao alto, sendo preciso deixar as saídas de ar centrais passarem lado a lado, abaixo da tela. Para o mercado norte-americano, estão disponíveis motor de 2.0 litros de quatro cilindros, com 166 cv, e outro de 2.4 litros também de quatro cilindros, com 183 cv. A montadora não informou quando o carro que é produzido por aqui receberá esta reestilização. Fonte: www.motordream.uol.com.br
Ler mais
02/03/2018
Conheça o HD 80, novo caminhão leve da Hyundai
A Hyundai apresenta o novo caminhão leve Hyundai HD 80, produzido na fábrica da CAOA Montadora, em Anápolis (GO).  Com o lançamento, a empresa reafirma a importância que o segmento de caminhões leves tem para a estratégia de crescimento da empresa no mercado brasileiro, disponibilizando um modelo projetado para atender desde autônomos e frotistas até órgãos do governo e grandes empresas. A procura por caminhões leves e serviços de carreto tem aumentado em São Paulo – falamos sobre isso por aqui. O preço competitivo e versatilidade serão alguns dos diferenciais do HD 80, quando comparado com os principais concorrentes do seu segmento. Entre as diversas opções de implementos que podem ser instalados estão: baú carga seca, baú isotérmico, baú frigorífico, carroceria aberta, plataforma de guincho, cesto aéreo, truckfood. A primeira evolução percebida é o aumento do Peso Bruto Total (PBT), que é o resultado da soma do peso total do modelo e a sua capacidade de carga. Ele passou de 7.800 kg, no HD 78, para 8.000 kg, no HD 80. O que representa dizer que este lançamento da Hyundai CAOA tem 5.263 kg de capacidade de carga, contando com o implemento, que normalmente pesa 800 kg, ou seja, ele é capaz de transportar como carga líquida – considerando o peso do implemento – em torno de 4.463 kg.   Novo motor diesel biturbo 3.0 litros O Hyundai HD 80 fabricado pela CAOA Montadora está equipado com o motor diesel 3.0 litros FPT F1C 2ST, fornecido pela FPT Industrial, com quatro cilindros em linha, sistema EGR, dois turbos, intercooler e injeçãoeletrônica de combustível CommomRail. Esse propulsor tem a potência máxima de 170 cv a 3.500 rpm, ou seja, um ganho de quase 10% em relação ao seu antecessor. Já o torque máximo é de 40,8 kgf.m (400 N.m), sendo que ele está disponível a partir de 1.500 rpm, permanecendo constante até 2.200 rpm. Isso se traduz, por exemplo, em força e agilidade no momento de tirar o veículo da inércia, tornando o HD 80 o veículo ideal para o anda e para dos grandes centros urbanos. A Hyundai apresenta o novo caminhão leve Hyundai HD 80, produzido na fábrica da CAOA Montadora, em Anápolis (GO).  Com o lançamento, a empresa reafirma a importância que o segmento de caminhões leves tem para a estratégia de crescimento da empresa no mercado brasileiro, disponibilizando um modelo projetado para atender desde autônomos e frotistas até órgãos do governo e grandes empresas. A procura por caminhões leves e serviços de carreto tem aumentado em São Paulo – falamos sobre isso por aqui. HD80_hyundai_caminhao O preço competitivo e versatilidade serão alguns dos diferenciais do HD 80, quando comparado com os principais concorrentes do seu segmento. Entre as diversas opções de implementos que podem ser instalados estão: baú carga seca, baú isotérmico, baú frigorífico, carroceria aberta, plataforma de guincho, cesto aéreo, truckfood. A primeira evolução percebida é o aumento do Peso Bruto Total (PBT), que é o resultado da soma do peso total do modelo e a sua capacidade de carga. Ele passou de 7.800 kg, no HD 78, para 8.000 kg, no HD 80. O que representa dizer que este lançamento da Hyundai CAOA tem 5.263 kg de capacidade de carga, contando com o implemento, que normalmente pesa 800 kg, ou seja, ele é capaz de transportar como carga líquida – considerando o peso do implemento – em torno de 4.463 kg. Novo motor diesel biturbo 3.0 litros O Hyundai HD 80 fabricado pela CAOA Montadora está equipado com o motor diesel 3.0 litros FPT F1C 2ST, fornecido pela FPT Industrial, com quatro cilindros em linha, sistema EGR, dois turbos, intercooler e injeçãoeletrônica de combustível CommomRail. Esse propulsor tem a potência máxima de 170 cv a 3.500 rpm, ou seja, um ganho de quase 10% em relação ao seu antecessor. Já o torque máximo é de 40,8 kgf.m (400 N.m), sendo que ele está disponível a partir de 1.500 rpm, permanecendo constante até 2.200 rpm. Isso se traduz, por exemplo, em força e agilidade no momento de tirar o veículo da inércia, tornando o HD 80 o veículo ideal para o anda e para dos grandes centros urbanos. Economia de combustível Tanto para motoristas, assim como frotistas, a economia de combustível está entre as características mais importantes de um veículo comercial. Afinal, percorrer uma grande quantidade de trajetos sem a necessidade de reabastecimento. E o HD 80 vai ao encontro dessa necessidade. O conjunto motor/câmbio foi desenvolvido com as mais modernas tecnologias, que ampliaram os já reduzidos níveis de consumo de combustível e emissões de poluentes. E, para aumentar a autonomia do HD 80 nas operações do dia-a-dia, o novo modelo passou a ser equipado com um tanque de combustível, confeccionado em material plástico, com capacidade para 150 litros de diesel. Novo sistema de freios pneumático O sistema de freios do HD 80 é inteiramente novo. Todas as unidades desse lançamento serão equipadas com sistema de freios pneumáticos, em substituição ao hidráulico utilizado até então pelo seu antecessor, e tecnologia antitravamento das rodas (ABS). Com essa nova configuração, o HD 80 oferece um sistema de frenagem seguro e durável, tanto em rodagem em ruas asfaltadas quanto em estradas de terra, assim, como, também, em condições de intensa presença de poeira e cascalho.   Chassi: robustez e confiabilidade O chassi do novo HD 80 é produzido em aço e conta com um sistema de travessas parafusadas e rebitadas, o que confere excelente resistência às forças de flexão e torção, de modo a assegurar um baixo nível de deformação durante toda a vida útil do veículo. O quadro do chassi do HD 80 foi desenvolvido para oferecer elevada flexibilidade para a instalação de uma ampla gama de implementos. Além disso, ele proporciona um ótimo desempenho dinâmico nas mais variadas e exigentes condições de operações do dia-a-dia. Fonte: www.penaestrada.com.br  
Ler mais
01/03/2018
Hyundai mostra novo Santa Fe, mas não vai tirar de linha o antigo
A Hyundai apresentou a terceira geração do Santa Fe na Coreia do Sul, onde o SUV começa a ser vendido nas próximas semanas. Mas não precisa ficar ansioso, pois o modelo está em testes no Brasil desde antes de sua apresentação oficial. Tem até um toque de Brasil na estratégia de lançamento na Coreia. Por aqui, onde você pode encontrar as três gerações do Tucson (Tucson, Ix35, New Tucson) nas lojas, os sul-coreanos poderão optar entre a segunda e a terceira geração do Santa Fe. Para não confundir as coisas, a nova geração será chamada apenas de Santa Fe. A geração passada, por sua vez, será vendida como Santa Fe XL – tanto na versão de cinco como na de sete lugares. E olha que a Hyundai já confirmou a versão de sete lugares da nova geração. Em compensação, não é difícil reconhecer a terceira geração do SUV médio. O Santa Fe é o mais novo carro com faróis divididos em duas partes – como a Fiat Toro e o Citroën C4 Picasso. Segue à risca a tendência iniciada na marca pelo compacto Kona. O resultado no Santa Fe é mais feliz. A parte superior dos faróis está integrada à barra cromada da grade, enquanto a parte inferior é grande o suficiente para chamar atenção, mas não está perdida na frente do carro. De perfil, o SUV exibe formas mais marcantes, com direito a vinco que começa nos faróis e termina nas lanternas. O caimento do teto está menos acentuado, deixando a traseira mais elevada, o que será bastante útil na futura versão de sete lugares. Vale destacar que o Santa Fe está 8 cm mais longo, com total de 4,77 m de comprimento, e tem entre-eixos 6 cm mais longo, com 2,76 m no total. Na largura, cresceu 1 cm, para 1,89 m. A evolução na traseira é nítida, mas remete aos Infiniti com suas lanternas estreitas que avançam na direção dos para-lamas. O para-choque está mais volumoso e recebeu as luzes de seta traseiras. Além de painel completamente novo, com tela destacada na parte superior (como manda a moda), o Santa Fe ganhou quadro de instrumentos com parte central digital e capaz de projetar suas informações no para-brisas por meio do head-up display. Há ainda frenagem autônoma de emergência, assistente de permanência em faixa e piloto automático adaptativo. Serão três as opções de motores disponíveis na Coreia do Sul: o 2.0 turbo com injeção direta de 235 cv e 36 mkgf de torque, o 2.0 turbodiesel de 186 cv e 41 mkgf de torque e o 2.2 turbodiesel de 202 cv e 45 mkgf. O câmbio é sempre automático de oito marchas, mas a tração integral será opcional por lá. No Brasil ainda em 2018 A Hyundai-CAOA, responsável pelos importados da marca, testa a nova geração no Brasil há algumas semanas. O leitor Gabriel Chiminazzo fotografou o modelo em testes em São Paulo (SP). Este é o melhor indicativo de que a empresa quer trazer o novo Santa Fe tão logo seja possível. Em meados do ano passado, a CAOA reduziu a gama de versões do Santa Fe. Tirou do catálogo sua versão maior, Grand Santa Fe e passou a vender a versão menor apenas na configuração de sete lugares. O que faz esta nova geração ser tão diferente para o Brasil é a ausência de opção com motor V6. O modelo nas lojas hoje usa o V6 3.3 Lambda II de 270 cv e 32,4 mkgf, com câmbio automático de seis marchas. O novo 2.0 turbo é mais moderno e eficiente, mas potência ainda é o que chama atenção do brasileiro. Fonte: www.quatrorodas.abril.com.br
Ler mais
21/02/2018
Hyundai revela mais imagens do novo Santa Fe
Quarta geração do SUV estreia no Salão de Genebra, em março. Cada vez mais próximo de sua estreia, o novo Hyundai Santa Fe teve mais imagens divulgadas pela fabricantes. O SUV chega à sua quarta geração trocando completamente seu estilo, com linhas parecidas com o crossover compacto europeu Kona, além de ficar mais longo e equipado. Sua apresentação oficial acontecerá em março, durante o Salão de Genebra (Suíça). O novo Santa Fe chega com uma missão difícil. Seu segmento está cada vez mais competitivo e ele precisa se diferenciar. Começa pelo design, inspirado no irmão menor, o Kona. Tem faróis bem finos, posicionados acima de uma peça cromada que vai até a enorme grade frontal. A linha de cintura é bem alta e atravessa toda a lateral do carro, dando uma impressão de ser mais robusto. Está mais longo, com 4,77 metros de comprimento, sendo que 2,7 m são só de entre-eixos. Todo o interior foi alterado. Para começar, o console central (também vindo do Kona) tem a tela da central multimídia no estilo “flutuante”, que virou moda. O display é importante, pois as linhas do painel convergem para ele, dando mais destaque para o equipamento. Como muitos concorrentes, passa a utilizar um painel de instrumentos digital, com tela de 7 polegadas, e head-up display. Mais equipado, recebeu uma série de itens de segurança, como sensor de tráfego cruzado (que avisa de carros passando durante manobras de ré), alerta de permanência em faixa, farol alto automático, alerta de portas (impedindo que a porta seja aberta caso um carro esteja passando do lado) e alerta de ocupante traseiro (lembrando que tem alguém no banco traseiro). Na Coreia do Sul, o Hyundai Santa Fe deve contar com o motor 2.0 T-GDI de 235 cv abastecido com gasolina, e as opções 2.0 e-VGT de 186 cv e 2.2 e-VGT de 202 cv, ambas abastecidas com diesel. Seu câmbio é o automático de 8 marchas, transmitindo a potência para as quatro rodas.
Ler mais
08/02/2018
Hyundai Kona terá versão elétrica em breve
O Kona é a nova aposta da Hyundai. E como a outra aposta da marca é a eletrificação de seus carros, nada mais natural do que pensar uma versão totalmente elétrica para seu mais novo SUV compacto. A marca divulgou esta semana um teaser e alguns detalhes da novidade, que chega às lojas da Europa ainda este ano. O modelo terá duas versões de powertrains disponíveis, mas o detalhe mais chama a atenção é a promessa de que ele possa rodar até 470 km com uma carga de bateria, de acordo com os regulamento WTLP “oferecendo aos clientes um dos motores elétricos mais potentes do mercado”. Detalhes sobre o sistema de bordo e visual ainda são um mistério, mas de acordo com a Hyundai, o Kona disponibilizará uma “ampla gama de recursos de conveniência e conectividade, além de tecnologias de segurança ativa e assistência a motor”. Sendo o primeiro SUV compacto totalmente elétrico disponível, o Kona será lançado oficialmente no Salão de Genebra ainda este mês. Fonte: www.revistaautoesporte.globo.com
Ler mais

Anterior
Próximo
1 / 2
Hyundai
Mogi das Cruzes
Avenida Ricardo Vilella, 1.164
Centro - CEP: 08780-060
Oficina
Hyundai HMB Nobre
Av. Francisco Ferreira Lopes, 335
Vila Lavínia - Mogi das Cruzes - SP
Vendas e oficina
Hyundai Arujá
Praça Narciso José Lopes, 144
Vila Pilar – CEP: 07432-575 - Arujá – SP